Exagerei no sal, e agora?

postado em: Curiosidades, Dicas, Receitas | 0

Foi fazer o arroz e acabou pesando a mão no sal? Calma, temos solução, mas antes precisamos identificar o estágio que se encontra o arroz:

 

1- ARROZ AINDA CRU: tire o arroz e lave-o diversas vezes, assim a água salgada vai embora e seu arroz volta no ponto inicial. Você também pode optar por descascar uma batata média crua e colocar dentro da água, isso faz com que o sal seja sugado por ela (essa dica pode ser utilizada em outras receitas.)

2- ARROZ COZINHANDO: adicione gotinhas de limão até que o sabor fique balanceado, a quantidade máxima é uma colher de sopa rasa, caso contrário o sabor do ingrediente também se destacará.

3- ARROZ COZIDO: dilua vinagre ou o limão em 1/4 de xicara de água e despeje sobre o arroz, cuidado para não colocar muito líquido, senão o arroz ficará empapado.

 

Caso mesmo seguindo essas instruções e nada der certo, faça um Arroz à grega. Misture vegetais picados cozidos sem sal ao arroz e pronto, um novo prato delicioso!

Salvando pratos

postado em: Dicas | 0

Quem está aprendendo a cozinhar ainda vai passar por muitas situações inusitadas na cozinha. Ninguém esquece o primeiro arroz queimado ou a comida super salgada.

Coloquei muito sal, e agora?

A melhor dica é sempre ir provando enquanto faz a comida e colocar o sal só no final. Mas sopas, cozidos e receitas líquidas que ficam muito salgadas podem ser salvas acrescentando uma batata inteira descascada na panela. Ela “chupa” o sal e deixará o tempero mais ameno.

Droga, o arroz queimou!

Primeiro retire as partes mais queimadas e depois coloque um pedaço de pão ou cebola no meio do arroz. Isso ajudará a retirar o gosto e cheiro de queimado.

O bife passou do ponto!

Essa é mais complicada de voltar atrás. A dica para não perder a carne é desfiar ou partir bem pequeno e acrescentar em outra receita, como um purê com carne desfiada, transformar num escondidinho ou num risoto.

Macarrão grudento?

Apesar de super fácil, cozinhar macarrão pode ter seus truques. Para que eles não fiquem todos grudadinhos depois de prontos, a dica é cozinhar com um pouco de azeite e bastante água na panela. E na hora de escorrer, dar um choque térmico com água gelada e gelo é uma ótima opção.

Sal para churrasco

postado em: Dicas | 0

O sal já é conhecido e usado, desde 4 mil anos antes de Cristo. Naquela época era utilizado não só para salgar os alimentos, mas também conservá-los. O sal que tanto usamos nos churrascos é o sal refinado, mas existem muitos outros tipos até mais saudáveis e saborosos para serem usados no churrasco. Conheça:

  • Sal líquido: é a dissolução do sal sem aditivos algum com água mineral, pode ser usado em todos os alimentos pois possui o mesmo sabor que o sal refinado comum.
  • Sal marinho: por incrível que pareça é raspado manualmente da superfície de lagos de evaporação, por isso o valor um pouco mais alto que o sal comum. Pode ser encontrado grosso, fino, em flocos, e diversas cores, como branco, preto, cinza e até rosa.
  • Sal do Himalaia: ele é retirado de fato dos “pés” do Himalaia, possui vários minerais como magnésio, cobre, ferro e até potássio. Tem cor rosada e um sabor bem suave.
  • Sal negro: esse sal não é refinado, e tem origens vulcânicas procedentes da índia. Possui enxofre em sua composição, e possui um sabor sulfuroso bem forte.
  • Flor de sal: é fabricado utilizando apenas os cristais retirados da camada superficial das salinas. Com sabor intenso e textura crocante, contém mais sódio que o sal refinado.
  • Sal do Havaí: é retirado de locais próximos a uma argila havaiana chama “Alaea”, por isso sua coloração bem rosada. É rico em ferro, e possui sabor ferroso, mas de uma bem maneira suave.