A origem do churrasco

postado em: Curiosidades | 0

A palavra “churrasco” é tida para alguns especialistas, como proveniente da palavra basca “Sukarra”: su (fogo) e karra (chama). Essa palavra é mais antiga do que os povos românicos e sofreu várias mudanças até chegar ao nosso conhecido churrasco.

Diz-se que, no Brasil, o churrasco surge na época dos tropeiros, no século XVII. Os tropeiros eram viajantes que iam para o sul do Brasil para o comércio de diversos produtos. O gado era usado, incialmente, para o transporte, mas com o tempo percebeu-se que poderiam ser uma fonte fácil e rápida de alimento, sendo necessário apenas o corte do animal e a preparação do fogo. Dessa forma surge o churrasco, um alimento ambulante que estaria sempre fresco e era temperado com o sal grosso – alimento que fazia parte da dieta do próprio animal. Com o tempo essa prática tornou-se muito comum e assim popularizou-se o churrasco entre os tropeiros gaúchos.

Os mais conservadores afirmam que churrasco de verdade é só aquele feito com carne bovina e sal grosso, porém com a popularização dessa deliciosa forma de preparo, outros ingredientes também foram utilizados, como aves, suínos, peixes frutos do mar e até legumes.

Já o rodízio de carnes, a forma mais popular de restaurantes especializados em carnes, surgiu em meados dos anos 60, no Rio Grande do Sul. Conta a história que, certo dia, a churrascaria de Albino Ongaratto estava muito movimentada; um garçom pouco experiente trocou vários pedidos e causou muita insatisfação nos clientes. Para contornar a situação, Ongaratto estipulou que todos poderiam apreciar todos os cortes e pagando apenas um preço único. A inovação caiu no gosto de todos e hoje em dia não há quem resista a um belo espeto corrido.

Bife frito na água

postado em: Receitas | 0

Sim, isso mesmo, você leu certo. Vamos ensinar a receita para se fazer um delicioso bife sem uso de óleo e, sim, de água. A água quente cozinha o bife, mas como evapora rápido também o frita, devido ao calor da panela quente. Para essa receita você vai precisar de: bifes Angus, 1 copo de água filtrada, 1 colher de sopa de mostarda, 1 colher de sopa de vinagre e sal e pimenta a gosto.

PASSO A PASSO:

  1. Para começar, tempere os bifes Angus com pimenta e sal a gosto. Pode acrescentar outros temperos que você preferir, como lascas de limão e alho.
  2. Deixe o bife descansando por uns 30 minutos para absorver bem os temperos.
  3. Em seguida, pegue o copo com a água filtrada e coloque 1 colher de sopa de mostarda e 1 colher de vinagre (tradicional ou balsâmico) e misture bem.
  4. Coloque uma frigideira no fogo alto. Quando estiver bem quente coloque 1 colher da água com mostarda e já coloque o bife. Assim que água for evaporando coloque, aos poucos, mais água. Tenha atenção, a água só deve molhar o bife e não cobri-lo, se não o bife irá cozinhar ao invés de fritar. Quando notar que a carne está no ponto desejado, retire-a da frigideira. E está pronto.

Uma receita deliciosa e prática de ser feita.

Combinando carnes e vinhos

postado em: Dicas | 0

Sabemos que uma boa carne já faz uma refeição mais que especial, mas e se essa carne fosse acompanhada por um bom vinho? Separamos alguns conselhos sobre como combinar o vinho certo com a carne perfeita. Confira:

FRANGO

A carne de frango não é muito rica em sabor e tem um paladar mais neutro, então o molho que vai acompanhá-la vai determinar a melhor escolha para o vinho. Se o molho for mais leve, combinará bem com um vinho tinto mais leve, como o Pinot Noir. Já para molhos mais fortes, um Chardonnay é uma boa opção.

PORCO

A carne de porco é a que possui mais possibilidades de combinações com vinhos. Se ela estiver com mais gordura, ficará melhor servida com um Cabernet Sauvignon. A carne de uma forma mais suave, combina perfeitamente com um bom Merlot aveludado.

CARNES CRUAS

Carnes cruas, como steak tartare e carpaccio combinam bem com vinhos brancos mais encorpados. Entre os vinhos de corte portugueses, as opções são muito boas.

CARNES GRELHADAS E CHURRASCOS

Carnes grelhadas e churrascos, devem ser acompanhas sempre de vinhos tintos jovens e frescos! Lembre-se da combinação: Chorizo + Malbec e deleite-se!

FRUTOS DO MAR

Frutos do mar são muito bem servidos quando acompanhados por vinhos brancos como o Sauvignon Blanc, reconhecido pelo seu equilíbrio.

CARNEIRO

Carne de carneiro pede sempre um vinho mais elaborado e envelhecido. Um Cotês-du-Rhone cai como uma luva.